Biblioteca da Escola Básica e Secundária, Valença

Normas para elaboração de uma bibliografia

A bibliografia é normalmente elaborada por ordem alfabética de autor(es) ou, no caso de obras anónimas, pelas primeiras palavras significativas do título. Pode, no entanto, apresentar-se de modos diversos, consoante os fins que presidiram à sua elaboração: por assuntos, por ordem cronológica ou geográfica, por título, etc. Para os livros, a ordem de apresentação é a seguinte:

AUTOR(ES) Título: Complemento de título. Edição. Local: Editor, Ano.

Exemplo: FIOLHAIS, Carlos Física divertida. Lisboa: Gradiva, 2007.

Lista de referências

No caso da lista de referências ser ordenada pelo apelido do autor e conter diversos documentos da mesma autoria, identifica-se apenas uma vez o apelido e substitui-se por travessão na segunda referência e nas seguintes.

Exemplo: ELIADE, Mircea

Aspectos do mito. Lisboa: Edições 70, 1986.

Mitos, sonhos e mistérios. Lisboa: Edições 70, 1989.

Origens. Lisboa: Edições 70, 1989.

Se todos os documentos incluídos na lista de referências forem do mesmo autor, destaca-se o seu nome no início da lista e omite-se em todos os outros casos. Exemplo:

Obras de Umberto Eco

As formas do conteúdo. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1974.

Psicologia do vestir. 3.ª ed. Lisboa: Assírio e Alvim, 1989. ISBN: 972-37-0236-3.

O signo. 4.ª ed. Lisboa: Editorial Presença, 1990. ISBN: 972-23-1297-9.

Uso de maiúsculas

O emprego de maiúsculas é feito de acordo com as regras da língua ou da escrita do documento. Utilizam-se também maiúsculas nas seguintes situações:

– para os apelidos dos autores, ou designação das instituições, quando constituem o primeiro elemento de referência. Exemplos:

SARAIVA, António José

MICROSOFT CORPORATION

INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

– para a primeira letra de cada palavra dos títulos das publicações em série:

Exemplo: British Journal of Music Education

Apresentação tipográfica

Deve utilizar-se sublinhados, aspas ou relevos tipográficos para destacar os títulos. Exemplos:

ECO, Umberto Os limites da interpretação. Lisboa: Difel, 1990. ISBN: 972-29-025-3.

ECO, Umberto – Os limites da interpretação. Lisboa: Difel, 1990. ISBN: 972-29-025-3.

ECO, Umberto – Os limites da interpretação. Lisboa: Difel, 1990. ISBN: 972-29-025-3.

Elementos das referências bibliográficas

Até três, os autores são todos referenciados. No caso de um estar mais destacado, este é referenciado em primeiro lugar. No caso de tal não acontecer, os autores são mencionados pela ordem em que aparecem.

Quando há mais de três autores referencia-se apenas o primeiro (ou o que aparece em mais evidência) seguido da expressão [et al.].

Exemplo: RUSSEL, John Blair [et al.] Química geral. São Paulo: McGraw-Hill, 1981.

Se a autoria da obra pertencer a uma coletividade, esta é referenciada como aparece no documento.

Exemplo: COMUNIDADE EUROPEIA. Comissão A mãe, o pai e o emprego: Rede Europeia de Acolhimento de Crianças. Bruxelas: Comissão das Comunidades Europeias, 1990.

Quando a autoria pertence a ministérios, órgãos legislativos, judiciais, administrativos, civis ou religiosos aparece em primeiro lugar a circunscrição territorial a que estão ligados.

Exemplo: PORTUGAL. Ministério da Educação Como lêem as nossas crianças: caracterização do nível de literacia da população escolar portuguesa. Lisboa: ME/ GEP, 1993. ISBN: 972-614-142-7.

Artigos de revistas e jornais impressos

Para artigos de publicações em série, revistas ou jornais, por exemplo, a ordem de apresentação é a seguinte:

AUTOR(ES) – Título do artigo. Título da publicação em série. Local de publicação: Editor. ISSN. Volume, n.º (ano), página(s).

Exemplo: CANTINHO, Maria João O mundo de Sophia de Mello Breyner Andresen. Aprender a olhar. ISSN 1645-6580. N.º 11 (2004), p. 15-17.

Textos eletrónicos

Para textos eletrónicos online, podemos ordenar uma referência bibliográfica da seguinte forma:

AUTOR(ES) – título [tipo de suporte]. Editor. [data de consulta]. Disponibilidade de acesso: <endereço eletrónico>

Exemplo: CARDOSO, Fátima Lopes Viagem na memória [Em linha]. Editorial Presença. [Consult. 02-09-2010]. Disponível em WWW: <http://www.presenca.pt/>

Para os artigos de revistas e jornais online, a ordem de apresentação é a seguinte:

AUTOR(ES) título. Título da publicação em série [tipo de suporte]. [data de consulta]. Disponibilidade de acesso: <endereço eletrónico>

Exemplo: ALEXANDER, Max Gangsters na net. Selecções Reader’s Digest [Em linha]. [Consult. 02-09-2010]. Disponível em WWW: <http://www.seleccoes.pt/gangsters-na-net>