Biblioteca da Escola Básica e Secundária

Volts, fusíveis e esticões

Se achas que tens estômago para suportar o lado maluco da ciência, então pega neste livro e começa a ler, enquanto te ligamos a alguns factos eletrificantes.

.

# Quiz

Factos chocantes sobre a eletricidade

Pode produzir-se eletricidade a partir do lixo. Quando se queima gás metano liberta-se calor que pode ser usado por geradores para produzir eletricidade. Há centrais elétricas que funcionam com base em depósitos de lixo.

Os relâmpagos são descargas elétricas gigantescas. Um dos locais seguros para nos protegermos dos relâmpagos é dentro de um objeto metálico, como um automóvel. Os raios propagam-se através do metal, mas não pelo ar que circula dentro — por isso, se evitares tocar no metal, estarás em segurança.

Às vezes, quando as centrais elétricas produzem demasiada eletricidade, a corrente elétrica sofre aumentos súbitos de tensão. (Imagina o que é uma onda enorme de energia invadir as tuas tomadas.) Em 1990, numa pequena aldeia inglesa, as pessoas ficaram em estado de choque quando uma sobretensão lhes rebentou com os fogões e os televisores.

O maior corte de energia da História atingiu o nordeste dos EUA e Ontário, no Canadá, em 1965. Trinta milhões de pessoas ficaram mergulhadas na mais completa escuridão.

Descobertas chocantes

Em 1880, os cientistas já sabiam como fabricar e armazenar eletricidade, mas desconheciam do que é que ela era feita. Nesse ano, o cientista William Crookes construiu uma máquina para o ajudar a encontrar a resposta.

Mais tarde, John Joseph Thomson, outro cientista britânico, conduziu uma série de experiências com o tubo de raios catódicos de Crookes, descobrindo o eletrão em 1897.

As primeiras experiências sobre eletricidade estática foram efetuadas por um cientista chamado Stephen Gray (1666-1736). Em 1732, Charles Dufay repetiu-as e provou que, pela fricção, era possível carregar tudo eletricamente, à exceção de líquidos e metais. Uma vez que estas substâncias são boas condutoras de eletricidade, os eletrões tendem a propagar-se através delas em vez de se colarem à superfície e de desenvolverem uma poderosa carga elétrica negativa.

Motores milagrosos

Os princípios básicos do motor elétrico foram idealizados em 1821 por Michael Faraday (1791-1867).

O primeiro motor funcional foi construído em 1831 por Joseph Henry (1797-1878), um cientista americano que tinha iniciado a sua vida profissional como relojoeiro. Henry não era um homem ambicioso e, quando obteve um trabalho científico no Smithsonian Institute, recusou aumento de salário durante trinta e dois anos.